mamografia2021A Sociedade de Mastologia publicou, no último dia 17 de julho, uma nota técnica com informações atualizadas sobre a vacinação contra a covid-19 e o exame de mamografia. 

As orientações a seguir, contidas na nota técnica, são da Comissão Nacional de Mamografia, que reúne representantes do Colégio Brasileiro de Radiologia, da Sociedade Brasileira de Mastologia e da Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia.⠀

– As vacinas contra a covid-19 não causam câncer de mama ou quaisquer outras doenças na mama⠀
– As vacinas contra a covid-19 podem causar inchaço passageiro de gânglios embaixo do braço, que podem aparecer nos exames de mamografia, ultrassonografia e ressonância magnética das mamas. Por isso, quando fizer seus exames de mama informe se foi vacinada, quando e em qual braço tomou a vacina para evitar equívocos de interpretação do médico⠀
– Inchaço transitório de gânglios embaixo do braço também pode ocorrer em outras vacinas, após depilação a laser da axila e inflamações no ombro, entre outras causas. Trata-se de uma reação de defesa normal do corpo⠀
– As pacientes que foram vacinadas contra a covid-19, em particular aquelas que não estiverem com atraso na realização da mamografia de rotina, não devem postergar ainda mais o exame de mamografia⠀
– Aguardar quatro semanas após a vacinação é uma sugestão para mulheres com os exames em dia, quando este prazo não prejudicar sua avaliação para o diagnóstico de câncer de mama⠀
– Em hipótese alguma, mulheres com câncer de mama diagnosticados ou com sintomas que possam representar câncer de mama, como nódulos palpados ou saída de líquido do mamilo devem retardar sua avaliação médica e os exames solicitados por terem sido vacinadas recentemente⠀
– Nenhuma mulher deve abdicar da vacinação por medo de que ela possa causa doenças na mama ou afetar seus exames de mama. E nenhuma mulher deve abdicar de realizar seus exames de rastreamento do câncer de mama.

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.