Os 160 médicos do Programa Saúde da Família (PSF) de João Pessoa entrarão em greve por tempo indeterminado a partir da próxima segunda-feira (20 de agosto). A decisão foi tomada por unanimidade, na assembléia desta segunda-feira 13, no Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM/PB), na qual compareceram quase 120 médicos. De acordo com o presidente do Sindicato dos Médicos, José Demir Rodrigues, a Secretaria de Saúde Municipal não atendeu as reivindicações dos médicos, principalmente com relação ao reajuste salarial. Os médicos do PSF de João Pessoa pleitearam uma equiparação salarial com os médicos do PSF de Campina Grande, ou seja, R$ 4.500,00 líquido. A secretaria ofereceu um reajuste de 5%, o que equivaleria a um salário de R$ 3.624,00. João Pessoa possui 180 equipes de PSF, sendo que 20 delas não possuem médicos. De acordo com José Demir, a secretaria quer que os médicos dêem cobertura a essas equipes. “Por isso, muitos médicos vêm pedindo demissão voluntária. Não há um reajuste salarial e a carga horária está pesada”, completou o presidente do Sindicato dos Médicos. Na semana passada (7 e 8 de agosto), os médicos do PSF fizeram uma paralisação de advertência, já que o impasse não vinha sendo resolvido. Nesta última assembléia, já que não houve uma proposta satisfatória da prefeitura, foi decidido pela greve. A decisão dos médicos será encaminhada ao CRM/PB, à Secretaria Municipal de Saúde e à Curadoria de Saúde. Formato Assessoria de Comunicação Luciana Oliveira = 9983-2959 Kaylle Vieira = 8815-7887

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.