O diretor de fiscalização do Conselho Regional de Medicina do Estado da Paraíba (CRM-PB), Bruno Leandro de Souza, reuniu-se com representantes do Comitê de Prevenção de Morte Materna, Fetal e Infantil de Campina Grande, nesta quinta-feira (17). Foram apresentados os indicadores dos desfechos negativos em relação à mortalidade materna e números sobre os partos (normal e cesárea) realizados em Campina Grande.

Conforme dados do Comitê, nas três maternidades da cidade, monitoradas pela Rede Cegonha (Isea, Clipsi e FAP), foram realizados 10.607 partos no ano de 2021, sendo 5.251 normais (49,5%) e 5.356 cesáreas (50,5%). Foram registrados, também em 2021, nas maternidades de Campina Grande, 25 óbitos maternos, sendo 5 por covid-19.

“Durante a reunião, informamos ao Comitê que, ao longo deste ano de 2022, o CRM-PB fará ações de educação e esclarecimentos junto aos médicos, com o objetivo de fortalecer os partos normais e a indicação correta de cesarianas, além de trabalhar com os médicos da atenção básica, para melhorar a assistência pré-natal. Fortalecendo a atenção básica, aprimorando as boas práticas nas maternidades e conhecendo melhor a rede materno-infantil e a regulação de pacientes, diminuiremos a mortalidade. Muitas dessas mortes são de causas evitáveis e precisamos mudar isso”, ressaltou Bruno Leandro.

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.