O Centro de Operações de Emergência (COE) para o monitoramento e acompanhamento da Monkeypox na Paraíba, através do Plano Estadual de Contingenciamento, estabelece como deve ser o fluxo de pacientes suspeitos da doença.

O CRM-PB, como um dos membros do COE – Monkeypox, apresenta as seguintes orientações aos médicos paraibanos:

Após o paciente procurar uma UBS ou UPA e o médico verificar os sintomas para definição do caso, ele deve realizar a notificação imediata e seguir o fluxo assistencial.

Os pacientes que necessitarem de avaliação hospitalar devem ser encaminhados para:

1ª MACRO – João Pessoa
– Crianças e adolescentes – Hospital Municipal do Valentina
– Gestantes – Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW)
– Adultos – Complexo de Doenças Infecto Contagiosas Clementino Fraga

2ª MACRO – Campina Grande
– Crianças e adolescentes – Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC)
– Gestantes – Hospital de Queimadas e ISEA (CG)
– Adultos – Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC) e Hospital de Taperoá

3ª MACRO – Sertão
– Crianças e adolescentes – Hospital Infantil Noaldo Leite (Patos)
– Gestantes – Maternidade Peregrino Filho e Hospital Regional de Cajazeiras
– Adultos – Hospitais Regionais de Pombal e Sousa

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.