O Conselho Regional de Medicina do Estado da Paraíba (CRM-PB) fiscalizou e interditou eticamente o trabalho dos médicos da Unidade de Saúde da Família Padre Paulo Koellen, em Santa Rita, na última quarta-feira (04). A unidade apresenta condições precárias de conservação da estrutura física, com infiltração e mofo intenso em todos os ambientes de atendimento a pacientes, além de não possuir alguns equipamentos básicos no consultório médico e na sala de enfermagem.

“Há salas com tanto mofo que estão sem uso, como o consultório de odontologia que está desativado, uma sala com uma autoclave e depósito de materiais. A unidade não possui as mínimas condições para o ato médico e permanece no mesmo local e com os mesmos problemas que encontramos na vistoria anterior. Infelizmente, tivemos que interditar o trabalho médico”, afirmou o diretor de fiscalização do CRM-PB, Bruno Leandro de Souza.

O PSF não possui sala de pré-consulta da enfermagem, sendo esta realizada na sala de vacina. Também não realiza exame citológico (coleta ginecológica), nem possui sala de procedimentos e curativos, nem sala de esterilização. No consultório médico faltam negatoscópio, oftalmoscópio, otoscópio, dentre outros equipamentos.

A vistoria também observou que os sanitários dos usuários não têm iluminação natural, nem artificial, portanto, sem condições de uso. O sanitário dos funcionários apresenta infiltrações e condições inadequadas de higiene. O CRM-PB ainda constatou que o PSF não possui Certificado de Regularidade de Inscrição de Pessoa Jurídica, nem diretor técnico nomeado.

O relatório da fiscalização do CRM-PB foi entregue à Secretaria Municipal de Saúde de Santa Rita e enviado à Vigilância Sanitária Municipal. O auto de interdição foi afixado no local e os médicos estão proibidos de prestarem seus serviços até que as inconformidades relatadas sejam sanadas e a unidade seja desinterditada.

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.