uti-monteiroApós denunciar e cobrar o funcionamento da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Santa Filomena, em Monteiro, no Cariri paraibano, o Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) esteve, nesta terça-feira (29), no local e constatou, enfim, que a unidade está em atividade. A UTI havia sido inaugurada desde 2013, mas nunca funcionou por falta de alguns equipamentos e contratação de profissionais. Nos últimos doze meses, o CRM esteve no hospital três vezes e denunciou aos gestores, ao Ministério Público e em sessão na Assembleia Legislativa.

O vice-presidente do CRM-PB, Antônio Henriques, e o diretor de fiscalização, Bruno Leandro de Souza, estiveram no hospital e ficaram satisfeitos com o resultado. “Finalmente, a população de Monteiro e dos municípios vizinhos poderão contar com atendimento em terapia intensiva. Agora os médicos poderão dar uma assistência mais digna aos pacientes da região”, afirmou Antônio Henriques.

Bruno Leandro acrescentou que a UTI conta com um plantonista a cada 24 horas, está bem estruturada, com equipamentos e insumos em quantidades suficientes. “É uma grande satisfação ver que as ações do CRM-PB estão tendo resultado positivo e trazendo resolutividade e benefícios não apenas para os médicos, mas sobretudo, para a assistência adequada da população. Continuaremos nesta batalha incessante para que mais pessoas tenham atendimento qualificado e digno”, completou o diretor de fiscalização.

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.