No dia 6 de julho, o Conselho Regional de Medicina do Estado da Paraíba (CRM-PB) fiscalizou a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Valentina, em João Pessoa, para verificar as condições de funcionamento quanto à escala médica e a disponibilidade de insumos e medicamentos.

Foi constatado que há medicações e insumos em quantidade insuficiente e alguns em falta, com dificuldade para reposição de estoque e manutenção do mínimo. A equipe de fiscalização também observou que há pacientes com mais de 24 horas na unidade, o que compromete o prognóstico daqueles que precisam de assistência hospitalar com urgência.

O CRM-PB ainda constatou que há problemas na escala médica, com quantidade insuficiente de profissionais, tanto no ambulatório, quanto na urgência e emergência. Além disso, dos médicos que constam na escala entregue ao Conselho, alguns estão prestando serviços sem contrato de trabalho. O relatório do CRM-PB foi entregue à direção técnica da UPA e à Secretaria Municipal de Saúde.

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.