O Conselho Regional de Medicina do Estado da Paraíba (CRM-PB) fiscalizou o Pronto Atendimento em Saúde Mental, em Mangabeira, João Pessoa, no dia 20 de julho. Na unidade, que é referência em urgência psiquiátrica e funciona 24h, foi observada a falta de alguns equipamentos básicos nos consultórios médicos e medicamentos, além da necessidade de manutenção predial, com salas apresentando mofo e infiltrações. A direção da unidade informou que já iniciou uma reforma, mas ainda não há previsão de conclusão.

A equipe do CRM-PB observou, no momento da vistoria, que dos oito leitos de observação (quatro masculinos e quatro femininos), todos estavam ocupados. Os pacientes haviam sido admitidos há menos de 72h. A direção do pronto atendimento informou que são realizadas reuniões constantes com os responsáveis pela rede de assistência psiquiátrica do município (CAPS), para viabilizar o acolhimento e acompanhamento dos pacientes.

Conforme o relatório da fiscalização, a unidade dispõe de um carrinho de parada, no entanto não há sala de reanimação. Não dispõe também de rede de gases, apenas um cilindro de oxigênio junto ao carro de parada, um desfibrilador portátil e algumas medicações de urgência. Há espaço para convivência com mesa e cadeiras, utilizado também para refeições. O relatório do CRM-PB foi enviado à direção da unidade para conhecimento e providências.

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.