Os médicos de todo o território nacional terão que fazer o seu recadastramento obrigatório, de acordo com o que foi estabelecido pela resolução do Conselho Federal de Medicina (CFM) 1827/2007. O Conselho prevê a emissão de novas células de identificação para evitar a ocorrência de fraudes, protegendo a sociedade e a classe médica contra a atuação criminosa de quem falsifica as carteiras dos médicos com intuito de praticar o exercício ilegal da profissão. A nova cédula será emitida pela Casa da Moeda, conterá mais detalhes sobre o profissional, proporcionando maior segurança. A ficha de recadastramento já está disponível no Portal Médico (www.portalmedico.org.br) para que todos os profissionais efetuem a atualização de seus dados e fiquem aptos a receber a nova Carteira de Identidade Médica. O processo estará disponível aos médicos até maio de 2010. O recadastramento foi baseado na experiência do Conselho Regional de Medicina de São Paulo, que atualizou os quase 90 mil médicos do estado. Apenas as inscrições primárias deverão sofrer o recadastramento. Os dados serão transferidos para os Conselhos Regionais de Medicina e onde o médico possua inscrições secundárias. Após concluir o recadastramento no site, haverá a complementação do processo, que começará em janeiro de 2009. O médico, então, terá que comparecer ao seu Conselho Regional para assinar a ficha de coleta, levando uma fotografia colorida, 3x4cm, com fundo branco ou cinza claro, sem qualquer tipo de mancha, alteração, retoque, perfuração, deformação ou correção. Não serão aceitas fotografias em que o portador utilize óculos, bonés, gorros, chapéus ou qualquer item de vestuário ou acessório que cubra parte do rosto ou da cabeça. O médico receberá um aviso para retirar a sua nova carteira, assim que estiver disponível no seu Conselho Regional. DATA: 25/11/2008 FONTE: Luciana Oliveira

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.