O diretor de fiscalização do Conselho Regional de Medicina do Estado da Paraíba (CRM-PB), Bruno Leandro de Souza, participou, nesta quarta-feira (31), da reunião do Centro de Operações Emergenciais da Monkeypox, que vem discutindo a epidemiologia e ações de vigilância sobre a infecção. Até esta quarta-feira, a Paraíba registrou sete casos positivos da doença e há mais 51 casos em investigação. No Brasil, já são mais de 4,5 mil casos confirmados e dois óbitos em decorrência da doença.

O Centro de Operações de Emergência (COE) para o monitoramento e acompanhamento da Monkeypox foi criado pela Secretaria Estadual da Saúde em agosto e conta com representantes de diversas instituições como CRM-PB, Conselho Estadual de Saúde, Conselho de Secretarias Municipais de Saúde, UFPB, HULW, HUAC, Complexo Hospitalar Clementino Fraga, Lacen, Agevisa e Conselho Regional de Enfermagem. O objetivo é definir estratégias para a assistência e a contenção do agravo.

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.