Interdição inicia às 19h desta sexta e segue até às 7h da segunda-feira (18) por falta de médicos

O Conselho Regional de Medicina do Estado da Paraíba (CRM-PB) interditou eticamente o trabalho dos médicos do setor de Pediatria da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) dos Bancários, em João Pessoa, nesta sexta-feira (15). A interdição tem início às 19h da sexta e segue até às 7h da segunda-feira (18). O CRM-PB constatou que, durante estes dias, não há nenhum médico pediatra escalado e que o problema é recorrente durante o mês.

Na escala apresentada pela UPA há uma defasagem de 25% dos médicos pediatras, ou seja, nos 120 plantões do mês (quatro pediatras por dia, sendo dois diurnos e dois noturnos), há apenas 90 plantões preenchidos. Desta forma, há períodos em que não há médicos suficientes e, em alguns, nenhum médico.

“Infelizmente, este não é um problema pontual, é um problema crônico que acontece na UPA. Um serviço de urgência e emergência não pode funcionar sem a presença de um médico. A escala precisa ser regularizada, garantindo a assistência contínua às crianças e adolescentes”, explicou o diretor de fiscalização do CRM-PB, Bruno Leandro de Souza. Ele ainda ressaltou que o Conselho vem mantendo diálogo constante com a gestão municipal de saúde e com a diretoria da UPA Bancários.

A equipe do CRM-PB esteve na UPA na manhã desta sexta (15) e fez a interdição, ressaltando no documento que o plantão em pediatria deverá permanecer fechado para novos atendimentos a partir das 13h da sexta (15) para evitar descontinuidade da assistência ao paciente. Os pacientes que estão em observação pediátrica na unidade devem ser transferidos para outras unidades para não ficarem sem assistência médica.

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.